terça-feira, 18 de março de 2014

FALSOS PODERES





                            Mila Ramos
Brasil meu,
sacode essa poeira
que te apaga o brilho!
Escuta meu coração
que falará de amor,
- do nosso amor.
Lava teus braços
de abraços vãos
e ouve o canto
dessa  voz  guerreira.

Como se escondem de ti
nas fantasias  falsas  de falsos poderes...
Palavras ocas  burlando incautos filhos,
na fortuna  fácil dos  fáceis negócios
que te empobrecem ,
que te afundam,
sem medir promessas  de futuro nobre.
Enquanto isso
teu nome submerge,
apaga-se,
some da limpidez dos fortes ...
Ah! Meu Brasil, acorda ao grito forte
de alerta,
dos  verdadeiros filhos do teu ventre:
- Hei-nos aqui!


  ***************************************






Um comentário:

  1. QUE POEMA PROFUNDO... BEM EXPRESSIVO À SITUAÇÃO ATUAL!

    ResponderExcluir